Páscoa

01 de abril de 2018 (domingo)


A Páscoa

A Páscoa é um feriado religioso que celebra a ressurreição de Jesus Cristo, ocorrida três dias depois da sua crucificação. É uma festa móvel, o que significa que a sua comemoração não é fixa em relação ao calendário cívil.

A Páscoa é celebrada no primeiro Domingo após a primeira lua cheia que ocorre depois do equinócio da Primavera (no hemisfério norte, Outono no hemisfério sul), ou seja, é equivalente à antiga regra de que seria o primeiro Domingo após o 14º dia do mês lunar de Nissan. Poderá assim ocorrer entre 22 de Março e 25 de Abril.


História e curiosidades

A palavra Páscoa vem do hebraico “pessach” (que significa passagem) e foi criada para comemorar um marco na história do povo judeu, quando este atravessou o Mar Vermelho, depois de um longo período de escravidão no Egipto. É a partir da Páscoa que todas as outras datas do calendário são estabelecidas. Os cristãos passaram a festejá-la no primeiro Domingo depois da primeira lua cheia do Outono (no hemisfério sul). Dois dias antes do Domingo de Páscoa é a Sexta-Feira Santa. Quarenta dias antes é a Quarta-Feira de Cinzas e, portanto, 43 dias antes, o Carnaval.

Mas porque é que o Coelho é o simbolo da Páscoa e se oferecem ovos de chocolate?

Desde as tradições mais antigas que o ovo significa vida. Quando a Páscoa começou a ser celebrada, os cristãos começaram a vê-lo como símbolo da ressurreição de Jesus Cristo.



Mais tarde os Franceses criaram os ovos de chocolate nas pâtisserries, esvaziavando a gema e a clara dos ovos da galinha, que recheavam com chocolate e decoravam-nos por fora. Nos dias de hoje os ovos da Páscoa tomam os mais diversos tamanhos, recheios e decoração. A simbologia do coelho surge porque o coelho, sendo um animal de rápida reprodução, simbolizava a vida e a fertilidade, tal como o ovo.



A tradição de esconder os Ovos da Páscoa para que as crianças os encontrem remonta a uma lenda antiga que diz que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e escondeu-os num ninho para que os filhos os procurarem. Quando as crianças descobriram o tesouro, saltou um coelho lá de dentro, que ganhou a fama de ser o entregador dos ovos. O maior ovo da Páscoa faz parte do Guiness Book, foi criado na Argentina, em Bariloche. O ovo demorou cerca de duas semanas a ser produzido, com 5,5 metros de diâmetro e 8,5 metros de altura e foram usadas e levou aproximadamente 7 toneladas de chocolate para a sua produção. Roram precisos 18 produtores de chocolate para concluir esta obra culinária. O ovo foi repartido cerca de 50.000 pessoas logo após a certificação do Guinness Book.